Obras e Projetos

As obras e projetos do PSAM estão dentro da Coordenação de Infraestrutura e Implantação de Projetos, responsável pela execução das etapas estruturais dos Projetos; acompanhamento de todas as fases da implantação à conclusão, fiscalização do andamento das obras e administração dos aspectos técnicos dos contratos relacionados a construção de infraestrutura de saneamento.

Construção de Estação de Tratamento

Implantação de Redes Coletoras

Implantação de Coletores Tronco

Estudos de Concepção

Diagnóstico para Reabilitação de Redes Existentes

Elaboração de Projetos Executivos

Obra Finalizada

Cidade Nova

Coletor Tronco

Este coletor tronco capta o esgoto sanitário de parte da Cidade Nova, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Estácio e Santa Teresa.
Instalação de 4,128 km de coletor tronco para a captação do esgoto lançado no Canal do Mangue, e sua destinação adequada para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto de Alegria (ETE Alegria), já existente. Este coletor tronco capta o esgoto sanitário de parte da Cidade Nova, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Estácio e Santa Teresa. O investimento inicial foi de R$ 81,4 milhões de reais para atender uma população de 163 mil pessoas beneficiadas e redução de 700 litros de esgoto por segundo lançado na Baía de Guanabara.

Faria Timbó

Coletor Tronco

Prevê a instalação de 6,089 Km de coletor tronco para a captação do esgoto beneficiando uma população de 456 mil pessoas.
Prevê a instalação de 6,089 Km de coletor tronco para a captação do esgoto dos bairros de Ramos, Bonsucesso, Olaria, Del Castilho, Inhaúma, Tomás Coelho, Engenho da Rocha, Higienópolis, Engenho Leal, Cavalcanti, Engenho de Dentro, Pilates, Maria da Graça, Encantado, Todos os Santos, Piedade, Cascadura, Madureira, Oswaldo Cruz, Marechal Hermes e Complexo Habitacional do Alemão e sua destinação para tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto Alegria, já existente. O investimento inicial é de R$ 134,3 milhões de reais (ref. 12/2018), para beneficiar uma população de 456 mil pessoas e redução máxima no final de plano de 1.049 litros por segundo de esgoto lançado na Baía de Guanabara.

Alcântara

Sistema de esgotamento

As obras contemplam 17.400 ligações intradomiciliares estimando redução de 1.200 litros por segundo de esgoto lançado na Baía de Guanabara.
O Sistema de Esgotamento Sanitário de Alcântara, em São Gonçalo, é composto de: Construção da Estação de Tratamento de Alcântara e da Elevatória Alcântara; assentamento de 92 km de redes, 6 km de coletores tronco, 6 elevatórias de pequeno porte e a elevatória Yamagata. As obras contemplam 17.400 ligações intradomiciliares, nos bairros Mutondo e Galo Branco, e a destinação do esgoto doméstico para a futura estação de tratamento de Alcântara, visando ao tratamento adequado. O investimento inicial é de R$ 354,9 milhões de reais e a população beneficiada de 165 mil habitantes. Estima-se uma redução de 1.200 litros por segundo de esgoto lançado na Baía de Guanabara.

Caxias Leste

Projeto Lote 1

Instalação de 89,8 km de rede coletora, 7,8 km de coletor tronco e 14.800 ligações domiciliares no município de Duque de Caxias.

Os projetos executivos relativos a este lote da Baixada Fluminense foram concluídos em 2017 e se encontram aptos para licitação

Sem contrato

Caxias Oeste

Projeto lote 2

Instalação de 85,5 km de rede coletora, 6,8 km de coletor tronco e 11.518 ligações domiciliares no município de Duque de Caxias.
Os projetos executivos relativos a este lote da Baixada Fluminense foram concluídos em 2017 e se encontram aptos para licitação.

Sem contrato

Irajá

Projeto Lote 3

Instalação de 85,2 km de rede coletora, 1,9 km de coletor tronco e 11.826 ligações domiciliares no município do Rio de Janeiro.
Os projetos executivos relativos a este lote da Zona Norte do Rio de Janeiro foram concluídos em 2017 e se encontram aptos para licitação

Sem contrato

Manguinhos

Coletor Tronco

A população beneficiada pela obra é de aproximadamente 600.000 habitantes. A previsão de inicial de investimentos é da ordem de R$ 133.132.170,09.

A execução da obra de Complementação do Tratamento Secundário do Tronco Coletor de Esgotos Manguinhos (lote II) contempla a implantação de 4,6Km de coletor tronco para a captação de 1.293 L/s de esgoto, o equivalente a 44 piscinas olímpicas diárias. Após coletado, esse esgoto será destinado para a ETE Alegria.

A licitação para a execução da obra foi homologada e o contrato foi assinado. O valor de Investimento será de R$ 125.468.296,78. 

A população beneficiada com esta intervenção será de aproximadamente 600.000 habitantes, dos bairros de Bonsucesso, Benfica, Jacaré, Jacarezinho, Engenho Novo, Lins de Vasconcelos, Méier, Riachuelo, Rocha, Mangueira, Sampaio, além dos Complexos de Manguinhos e Complexo do Jacaré.

MARICÁ

SISTEMA DE SANEAMENTO

Encontra-se em estudos iniciais de preparação para o edital licitatório e a previsão de inicial de investimento é da ordem de R$ 48 milhões.

Obra integrante do TAC Comperj, contempla a instalação de 4,4 Km de rede coletora, 4 EE’s, 7,9 km de linhas de recalque, ETE e interligação com emissário terrestre e submarino, tratando aproximadamente 50l/s de esgoto (2 piscinas olímpicas diárias) de uma população de aproximadamente 60.000 habitantes.

Sem contrato

ITABORAÍ

SISTEMA DE SANEAMENTO

Encontra-se em estudos iniciais de preparação para o edital licitatório e a previsão de inicial de investimento é da ordem de R$ 51 milhões.

Obra integrante do TAC Comperj, contempla a construção de 6,5 Km de rede coletora, 6 EE’s, 4,6 km de linhas de recalque e ETE, tratando aproximadamente 110 l/s de esgoto (4 piscinas olímpicas diárias) de uma população de aproximadamente 86.000 habitantes.

Sem contrato

Belford Roxo

Obras de Saneamento

Encontra-se em Licitação, para implantação do sistema viário, de drenagem pluvial, abastecimento de água e esgotamento sanitário no bairro de São Francisco, no município de Belford Roxo.
  • O bairro de São Francisco, no município de Belford Roxo, pertencente ao Estado do Rio de Janeiro, pela precariedade do sistemas de agua e esgoto, se faz necessário a execução da obra de melhoria, proporcionando assim um aumento na qualidade de vida da população da região, com ganhos significativos de saúde das pessoas, principalmente das crianças, através da diminuição da mortalidade infantil e da contenção de doenças. Por grande parte do esgoto não tratado desta região ser lançado no Rio Botas, que é escoado para a Baía de Guanabara, essa obra tem grande importância no Programa de Saneamento Ambiental (PSAM), instituído pelo Decreto Estadual nº 42.931/2011.

Em Licitação